Democratização da Mídia!

Setor Jarauá perde Manejo de Pirarucu

Após 10 anos de trabalho a Associação de Produtores do Setor Jarauá (APSJ), perde o manejo de pirarucu. A APSJ foi liderada durante 4 anos por dona Lourdes Marinho, presidente da Associação.

O trabalho de manejo no setor Jarauá iniciou-se no ano de 1999. Nessa época, o presidente da Associação era o senhor Antonio Martins, considerado um dos grandes organizadores do trabalho comunitário nas áreas de preservação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (RDSM). Martins também foi o responsável, juntamente com o Instituto Mamirauá, de organizar o trabalho de preservação no Setor. Antonio Martins era funcionário do Instituto Mamirauá, e trabalhava com organização comunitária, morava na comunidade de São Raimundo do Jarauá, localizado dentro da RDSM. Era casado com dona Maria Lourdes Marinho, com ela teve dois filhos, Claudiomar Marinho, e Cleuziomar Marinho.

NASCE A RÁDIO LIVRE MANDINGA 100.5 FM

No bairro do Abial em Tefé(AM), já se ouve a mais nova rádio livre do lugar, com conteúdo alternativo, entretenimento, notícias, curiosidades e muita música para todos os gostos, um modelo que segue os princípio da rádio Xibé 106.7 FM, que já existe a mais de 3 anos, e vem crescendo com esta modalidade de democratização dos meios de comunicação no município, o que motiva a comunidade ser mais participativa neste espectro com sua chuva de idéias já transmitidas esses dias.

Faz algum tempo que se fala de rádios livres em Tefé, e as pessoas participam de oficinas, seminários e palestras sobre o assunto, e em cada lugar se crescia mais a vontade de ter mais rádios como a Mandinga e a Xibé, já se ouve por aí que até o final do ano mais rádio livres aparecerão, o que demonstra a organização social para a libertação pela comunicação, e também um grande mostra de talentos ainda ocultos pelos quatro cantos deste município querido.

Radiorevista conta história da Rádio Xibé

Radiorevista Comunidade em Rede Nº 35
A edição 35 viaja com as ondas das rádios livres e comunitárias do Brasil e destaca a luta pelo direito à comunicação e rádios que arregaçam as mangas por um mundo mais justo.
No Giro Comunitário (Módulo 01 15:35 minutos, 7,12 Mb) contamos como foram aliados os debates sobre direito à comunicação e direito às cidades durante o Fórum Social Urbano.

Este tema também está nas informações sobre desdobramentos da I Conferência Nacional de Comunicação que foi realizada em dezembro. É aí que comentamos encontros realizados no Rio de Janeiro e em São Paulo, além da criação de uma associação de empresas progressistas do ramo da comunicação.

TV Piolho teve seus equipamentos "removidos"

Na última sexta-feira, dia 26 de março de 2010, a Unicamp dirigiu a repressão, desta vez, contra a TV Piolho, um canal de televisão livre que transmite no canal 20 UHF.

A exemplo da permissão da entrada da Polícia Federal e Anatel para roubar e destruir os estúdios da Rádio Muda, uma Rádio Livre que existe a mais de 20 anos (e que voltou ao ar poucos dias após o acontecido), no início de 2009, e a entrega de um servidor de internet parte da pesquisa do grupo de estudos Saravá, em meados de 2008...

Agora o alvo foi a TV Piolho, um canal de televisão livre que existe a mais de 4 anos e teve seus equipamentos removidos de seu estúdio e cenários jogados pela janela por funcionários da Unicamp, sob ordens superiores do professor coordenador da Moradia. Quando consultada a administração da Moradia Estudantil alegou a falta de ciência do projeto como justificativa, sendo que o mesmo foi apresentado diversas vezes ao longo das três últimas gestões da Moradia.

Diretor de Avatar diz que Belo Monte 'vai destruir a vida das populações ribeirinhas' - 28/03/2010

Local: São Paulo - SP
Fonte: Amazonia.org.br
Link: http://www.amazonia.org.br

O cineasta e diretor do filme Avatar, James Cameron, que esteve presente no Fórum Internacional de Sustentabilidade, realizado em Manaus (AM), fez um apelo ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva com relação à construção da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu (PA). "A barragem vai destruir a vida das populações ribeirinhas. Eles são povos ameaçados como os Navi, mas não têm aquelas criaturas aladas para ajudar na luta", disse. As informações são da Agência Estado.

Cameron sobrevoou a floresta dos arredores de Manaus até o complexo de Anavilhanas e ficou maravilhadom, mas descartou deixar os estúdios para filmar dentro da mata. No seu discurso durante o Fórum, o cineasta se mostrou engajado na defesa do meio-ambiente e disse querer ver seu filme mais recente como um ícone de defesa às florestas. "Avatar não é uma condenação à humanidade, mas um convite à ação".

Tefé deve ter nova eleição para prefeito

O município de Tefé pode realizar eleições para eleger seu novo prefeito. Parecer da procuradora-geral do TSE de 25 de março último recomenda uma nova eleição para o município de Tefé. Para entender o caso, vale lembrar que o TSE referendou o direito de candidatos concorrem a um terceiro mandato desde que em outro município ou estado. Em 2008, porém, o TSE deu nova interpretação ao julgar um caso igual (Porto das Pedras/AL) ao de Tefé, em que o prefeito foi já tinha exercido dois mandatos consecutivos antes do terceiro e quarto mandatos. O Tribunal passou a entender um dispositivo constitucional veda um terceiro mandato subsequente, ainda que em município diverso.

No Dia Mundial da Água, 22 de março, 40 milhões sem água no País

No Brasil verifica-se em todas regiões o comprometimento da qualidade das águas dos mananciais.

Nesta segunda-feira, 22 de março, comemora-se o Dia Nacional da Água. Uma data que não pode ser comemorada por 40 milhões de brasileiros que não têm acesso aos sistemas de abastecimentos público. Um número assustador para um País emergente. O quadro é agravado com a falta de esgotos tratados – calcula-se que 100 milhões de brasileiros não tenham acesso ao sistema de esgotos.

A consequência dessa situação é a poluição crescente dos recursos hídricos, reduzindo a oferta de água tratada. No planeta, 2,6 bilhões de pessoas não são beneficiadas com saneamento, o resultado é a morte de 5 milhões de pessoas, por ano, devido a doenças ocasionadas pela má qualidade da água.

Justiça social -Justiça ecológica, artigo de Leonardo Boff

Entre os muitos problemas que assolam a humanidade, dois são de especial gravidade: a injustiça social e a injustiça ecológica. Ambos devem ser enfrentados conjuntamente se quisermos pôr em rota segura a humanidade e o planeta Terra.

A injustiça social é coisa antiga, derivada do modelo econômico que, além de depredar a natureza, gera mais pobreza que pode gerenciar e superar. Ele implica grande acúmulo de bens e serviços de um lado à custa de clamorosa pobreza e miséria de outro. Os dados falam por si: há um bilhão de pessoas que vive no limite da sobrevivência com apenas um dólar ao dia. E há, 2,6 bilhões (40% da humanidade) que vive com menos de dois dólares diários. As consequências são perversas. Basta citar um fato: contam-se entre 350-500 milhões de casos de malária com um milhão de vítimas anuais, evitáveis.

O empoderamento nos movimentos sociais em rede

Pode-se perguntar: Nos movimentos sob a forma de redes, as estruturas de poder se dissolvem? Pressupõe-se, freqüentemente, que, numa organização em rede há uma distribuição do poder, os centros de poder se democratizam, ou, como há muitos centros (nós/elos), o poder se redistribui. Isso é parcialmente verdadeiro, porém, mesmo em uma rede há elos mais fortes (lideranças, mediadores, agentes estratégicos, organizações de referência, etc.), que detêm maior poder de influência, de direcionamento nas ações, do que outros elos de conexão da rede.

Jornal Acadêmico:Entrevistas e Debates com Francinete Chota

Contra a ofensiva conservadora da mídia comercial. Não à renovação automática de concessões!

A invisibilidade é uma forma de violência mais sutil, afinal de contas, mais de 90% dos brasileiros e brasileiras se informam pela televisão e não têm acesso a informações publicadas em outros veículos (aos quais só tem acesso quem tem dinheiro). Já a visibilidade distorcida é uma forma de violência um tanto mais perversa, porque a informação chega, para todas as classes, raças, cores, culturas, mas chega com filtros, leituras e de forma pasteurizada, para ser facilmente digerida, buscando manter tudo do jeito que está, impedindo diversos avanços, muitos deles, reflexos de lutas históricas.

São ataques às iniciativas da sociedade civil e dos movimentos sociais, e às políticas em setores nos quais lutamos muito para avançar e mesmo naqueles em que ainda mal o fizemos. E, se depender desta campanha conservadora e dos interesses dos grandes empresários da comunicação, não vamos mesmo avançar.

Contra a ofensiva conservadora da mídia comercial. Não à renovação automática de concessões!

A invisibilidade é uma forma de violência mais sutil, afinal de contas, mais de 90% dos brasileiros e brasileiras se informam pela televisão e não têm acesso a informações publicadas em outros veículos (aos quais só tem acesso quem tem dinheiro). Já a visibilidade distorcida é uma forma de violência um tanto mais perversa, porque a informação chega, para todas as classes, raças, cores, culturas, mas chega com filtros, leituras e de forma pasteurizada, para ser facilmente digerida, buscando manter tudo do jeito que está, impedindo diversos avanços, muitos deles, reflexos de lutas históricas.

São ataques às iniciativas da sociedade civil e dos movimentos sociais, e às políticas em setores nos quais lutamos muito para avançar e mesmo naqueles em que ainda mal o fizemos. E, se depender desta campanha conservadora e dos interesses dos grandes empresários da comunicação, não vamos mesmo avançar.

Aconteceu em Manaus: passageiros da Gol confundidos com assaltantes não serão indenizados

No aeroporto de Manaus, três passageiros portavam duas mochilas com cerca de R$ 50 mil em cédulas e uma grande quantidade de moedas (que seriam utilizadas para a realização de um negócio). Uma funcionária da empresa aérea GOL, ao verificar o conteúdo das mochilas no Raio-X, lembrou da ocorrencia de um assalto dois dias antes e comunicou sua suspeita às autoridades policiais e reteve os bilhetes aéreos dos passageiros até a chegada das policias federal, militar e civil.

A policia, ao chegar, aponta armas para as cabeças dos passageiros, na presença dos demais passageiros e funcionários do aeroporto, sob a acusação de serem os responsáveis pelo assalto ao Banco Bradesco. São então presos, algemados e conduzidos à uma delegacia. Lá foi constatado que os mesmos não tinham qualquer relação com o crime.

Festival das Resistências e Arrastão Latino Americano de Rádios Livres

Aconteceu neste sábado, dia 13/3/2010, na Cidade do México, o Festival das Resistências, em que 12 bandas e músicos ajudaram a reunir 10 mil e 400 pessoas contra a criminalização dos movimentos sociais e para fortalecer e dar visibilidade a 9 movimentos indígenas, camponeses e de trabalhadores: o Consejo Autónomo Regional de la Zona Costa de Chiapas, Consejo de Ejidos y Comunidades Opositores a la Presa La Parota, Consejo Indígena Popular de Oaxaca Ricardo Flores Magón, Coordinadora Regional de Autoridades Comunitarias - Policía Comunitaria, Frente de Pueblos en Defensa de la Tierra de San Salvador Atenco, Frente Popular Francisco Villa Independiente - UNOPPI, Radio Ñomndaa, SME, e as Viudas de Pasta de Conchos.

Liberdade de Expressão e seus 30 novos significados

Por:Washington Araújo

Organizado pelo Instituto Millenium realizou-se em São Paulo no dia 1º de março de 2010 o I Fórum Democracia e Liberdade de Expressão congregando a fina flor do empresariado da comunicação brasileira e acolhendo representantes de grandes grupos de mídia da América Latina, em especial da Venezuela e da Argentina, além renomados nomes do colunismo político que brilham em nossos veículos comerciais. Pretendeu ser um contraponto à I Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), cuja etapa nacional ocorreu em Brasília entre os dias 14 a 17 de dezembro de 2009. A Confecom envolveu mais de 20.000 pessoas em todo o país, recepcionou 6.000 propostas originárias das etapas estaduais e aprovou 500 resoluções.

Pesca Predatória Consome Rio da Amazônia

Pesca predatória consome rio da Amazônia - Conflito entre pescadores comerciais e artesanais ameaça a biodiversidade e o modo de vida ribeirinho na divisa entre Amazonas e Roraima; proposta para criação de área protegida está travada em Brasília - 14 de março de 2010 | 0h 00.
----------------------------------------------------------------------------

Franciel, 6 anos, nasceu e cresceu na floresta amazônica, à beira de um rio. Mas nunca viu um pirarucu. O maior peixe da Amazônia, ele só conhece pelas figurinhas de colorir no livro da escola. "Um dia ele veio me perguntar se o pirarucu de verdade era assim mesmo, igual ao do papel", assustou-se o pai, Francisco Pareide de Lima, artesão e pescador do Rio Jauaperi.

Câmara aprova concessão de rádio para indígenas e quilombolas

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA
PROJETO DE LEI Nº 2.490, DE 2007

“Altera a Lei nº 9.612, de 19 de fevereiro de 1998, para estender às comunidades indígenas o direito de prestarem o serviço de radiodifusão comunitária”.

Luiz Alves - O relator, Zenaldo Coutinho, votou pela constitucionalidade da proposta.

A Comissão Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou nesta quarta-feira o direito de comunidades indígenas e quilombolas reconhecidas pelo Poder Público administrarem rádios comunitárias.

O texto aprovado é o substitutivo da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática ao Projeto de Lei 2490/07, do deputado Eduardo Valverde (PT-RO). O texto original beneficiava apenas os indígenas.

O relator, deputado Zenaldo Coutinho (PSDB-PA), defendeu a constitucionalidade da matéria. Aprovado em caráter conclusivo, o projeto seguirá para análise do Senado, caso não seja aprovado recurso para que o Plenário vote o texto.

*Peculiaridades*

1°Oficina de Jornalismo Popular do CMI-Tefé

Nos dias 11 e 12 de Agosto será realizada a 1º Oficina de Jornalismo Popular organizada pelo CMI-Tefé, a oficina acontecerá no campos universitário do bairro de Jerusalém da Universidade do Estado do Amazonas.

O jornalismo popular é utilizado de forma alternativa pelos setores oprimidos que não tem espaço na mídia impressa comercial. Hoje o jornalismo popular serve de valvular de escape para vários movimentos, cumprindo assim um importante papel político, social e cultural. Além de favorecer o diálogo, a educação, a informação e a organização desses movimentos.

Entre os conteúdos a serem desenvolvidos na oficina estão: O que é comunicação?, O jornalismo do povo, Funções do jornal popular, O que é notícia ?, A estrutura de uma notícia e como divulgar uma notícia na internet.

Ao final das oficinas será entregue pra todos os participantes um certificado comprovando a participação na oficina.
Contatos para informações:

Província de Machiparo Pedaço de Tefé-Am

Pela quarta vez, Ibama vai tentar leiloar "bois piratas" na próxima semana

Depois de três tentativas sem sucesso, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) vai realizar na próxima terça-feira (5) mais um leilão dos chamados "bois piratas" - rebanho de cerca de 3 mil cabeças apreendido em junho em uma propriedade irregular dentro da Estação Ecológica da Terra do Meio (PA).

Dia 28, o Ibama tentou leiloar os bois com deságio de 60% em relação ao preço do leilão anterior, no último dia 21, mas foi impedido por uma decisão liminar do desembargador Olinto Herculano de Menezes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, proibindo a redução do valor de lance inicial. Segundo a assessoria do Ibama, a liminar chegou à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que organiza a venda, uma hora antes do início do leilão.

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC)

EDITAL SELEÇÃO BOLSISTAS 2008-2009

Encontram-se abertas, até as 12h00 do dia 31/07/08, inscrições para 13 vagas do
Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIc) do Conselho
Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), junto ao Instituto de
Desenvolvimento Sustentável Mamirauá.
As vagas estão abertas para alunos universitários regularmente matriculados no
CEST-UEA, que preencham os requisitos mínimos abaixo:
· Ter cursado pelo menos 1 semestre acadêmico
· Comprovar bom desempenho escolar, sem reprovações
· Ter disponibilidade de 1 período (4 h) por dia (manhã ou tarde) durante a
semana (2.a a 6.a) e durante o período de vigência da bolsa: agosto 2008-julho 2009
(atenção: o edital não prevê férias durante o período)
· Demonstrar interesse para desenvolver um projeto científico
· Apresentar aptidões específicas, de acordo com o projeto ao qual estiver se

Rádio Xibé - Entrevistas realizadas no Bairro Nsa. Sra de Fátima

Entrevistas realizadas durante a III Flor da Palavra de Tefé, realizada no bairro Nossa Sra. de Fátima, também conhecido por Vila Pescoço. O bairro é um dos mais carentes e precários de Tefé. Somente recentemente duas das 5 ou 6 - ruas foram asfaltadas.

Na entrevista buscou-se identificar a partir das pessoas entrevistadas quais são os problemas para quem ali vive ou frequenta. Sua ocupação iniciou-se a partir de 25 anos atrás, recebendo a população vinda de áreas rurais de toda a região.

São relatados problemas de discriminação contra as pessoas do bairro, motivada única e exclusivamente pela sua condição social marginal, no que se constitui numa criminalização da pobreza. Problemas relacionados a esgoto e higiene são também destacados, tal como a carência de escolas e uma rede social de atendimento em geral.

[audio-player]
0 bytes

Flor da Palavra na Vila Pescoço, dia 5 de julho - com rádio Xibé em 106,7FM

Começa neste sábado, dia 5 de julho, no Bairro Nossa Senhora de Fátima (Vila Pescoço) a III Flor da Palavra de Tefé. No sábado haverá oficina de rádio livre a partir das 16h, com os equipamentos disponíveis para a comunicação livre da comunidade e visitantes através da freqüência 106,7FM – o bairro dará o nome à rádio nesta ação da Xibé Louca e Livre. A partir das 18:30 haverá um pronunciamento do presidente da associação do bairro, Sr. Sátiro, seguido da apresentação dos trabalhos de iniciação científica da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) de Fabriciana Moraes, Alex Coelho e Pedro Paula, respectivamente sobre os jovens da Vila Pescoço, sobre a Rádio Comunitária Nova Geração da comunidade Porto Braga na Reserva Mamirauá e sobre o Centro de Mídia Independente de Tefé (CMI-Tefé).

Divulgar conteúdo