Democratização da Mídia!

Coleta de dados e seus desafios

Coleta de dados e seus desafios

Na atualidade a pesquisa se faz indispensável à vida acadêmica de qualquer aluno reflexivo. Embora a pesquisa seja uma tarefa cansativa que exige paciência e muito esforço pessoal ela e bastante compensadora já que o aluno vai formular um novo conhecimento que poderá ser utilizado ou criticado por outras pessoas mais tarde.

Umas das partes importantes da pesquisa e a coleta de dados, parte essa na qual o aluno vai aplicar os instrumentos e técnicas para atingir os resultados desejados, resultado esse que vise responder à problemática ou os objetivos da pesquisa. A coleta de dados pode ser das mais variadas maneiras possível: coleta documental; observação; questionários; formulários e etc.

No caso da imagem acima tratasse de uma coleta de dados através da aplicação de formulários, a pesquisa que esta sendo representada na imagem aconteceu no mês de Maio de 2007 no bairro do Abial e tinha como objetivo fazer uma análise sócio-espacial e de qualidade de vida com os moradores do bairro do Abial.

2° CONFERENCIA MUNICIPAL DA CIDADE DE TEFE

2° CONFERENCIA MUNICIPAL DA CIDADE DE TEFE

A prefeitura de Tefé, através da Secretaria do Meio Ambiente, realizou nos dias 11 e 12 de setembro a II Conferencia Municipal da Cidade de Tefé. Ocorrido no auditório da Escola Municipal Wenceslau de Queiroz. Teve como lema “avançando na gestão democrática das cidades” e como tema “Desenvolvimento urbano com participação popular e justiça social”.
A media de publico foi bastante reduzida, mas suficiente para realizar a conferencia, compareceram diversos seguimentos da sociedade tefeense.Os representantes das entidades constituídos de delegados com direito de voz e voto e as pessoas convidadas direito de voz mas sem direito de voto na conferencia. Discutiram os principais problemas do município de Tefé, os problemas urbanos no que diz respeito à habitação, mobilidade urbana, regularização fundiária e saneamento básico.Neste evento surgiu varias propostas de melhoria de qualidade de vida urbana e rural.

RÁDIOS COMUNITÁRIAS: o coronelismo eletrônico de novo tipo (1999-2004)

Por Venício A. de Lima e Cristiano Aguiar Lopes em 26/6/2007 (publicado na revista Palco)

As rádios comunitárias existem entre nós desde a década de 1980, muito antes de serem regularizadas em 1998. Mais recentemente elas têm ocupado com freqüência as páginas e o espaço da grande mídia. Delas se tem notícia por supostas interferências no nosso caótico tráfego aéreo ou quando a Polícia Federal e a Anatel(Agência Nacional de Telecomunicações) executam as constantes ordens de apreensão de equipamentos transmissores e a prisão de operadores de rádios não-legalizadas.

As rádios comunitárias legalmente autorizadas, exploradas por associações e fundações, deveriam ser um dos mais importantes instrumentos para a efetiva democratização da comunicação no Brasil. Nelas deveria ser exercido o direito à comunicação por aqueles que, em geral, não o têm – até porque, muitas vezes, o desconhecem. Infelizmente, não é o que acontece.

S.O.S Pólo Industrial de Manaus??!!!!

Pólo industrial se esvazia a cada dia!

Enquanto os políticos se atropelam e se descabelam na antecipação da disputa eleitoreira, as empresas do Distrito dão sinais cada vez mais explícitos e alarmantes de que a coisa se complica a olhos vistos. Os últimos indicadores desse cenário dramático dão conta de que o desempenho deste ano é igual ao do ano passado, que já não foi bom. Na comparação com julho de 2006 o índice é 0,0% e sete das onze atividades industriais reduziram a produção, com material eletrônico e equipamentos de comunicações (-9,8%) exercendo o impacto negativo mais importante na formação da taxa geral. E como não existe estagnação numa economia em movimento, quem não avança decresce, e quem não empina acaba por embiocar como uma curica desnorteada que o descaso governamental cortou e aparou. As empresas revelam uma enorme descrença na classe política e dão sinais inequívocos de que não irão contar com sua adesão e compromisso. A situação é grave e todos sabem dos estragos que a estagnação, raiz estrutural do desemprego, é capaz de desencadear.

CMI-Tefé e UEA vão à Barreira da Missão

CMI-Tefé e UEA vão à Barreira da Missão

Novo vídeo do CMI-Tefé:
http://www.youtube.com/watch?v=ox7QF08y2pk

No dia 11 de agosto aconteceu a apresentação do CMI-Tefé, Rádio Xibé e dos projetos "Mídia e Cidadania", "Olhares de Tefé" (Universidade do Estado do Amazonas - UEA) e "Nova Cartografia Social da Amazônia" (coordenado por Alfredo Wagner da Universidade Federal do Amazonas, e realizada em Tefé pela UEA), todos eles voltados ao fortalecimento da voz, da cultura e do conhecimento popular, na Barreira da Missão, área indígena de Tefé. Após as apresentações e debates, os indígenas aprovaram as parcerias, que agora serão submetidas à aprovação da FUNAI.

O NORMAL EM TEFÉ, É PAGAR A CONTA DO MÊS E FICAR SEM ENERGIA ELÉTRICA

O NORMAL EM TEFÉ, É PAGAR A CONTA DO MÊS E FICAR SEM ENERGIA ELÉTRICA
Bem, como já publicado antes, nossa querida Tefé sofre abusos em blackouts constantes, ficar no escuro virou moda aqui nesta cidade, uma vez que pensamos em uma cidade compotencial de crescimento, vem a CEAM e passa uma rasteira na gente, pense quando precisamos de raio X no atendimento hospitalar, quando os postos de saúdes então ficam cheio de crianças a espera de uma inalação, prejudicando o tefeenses que não tem por onde gritar por socorro. O alto índice de desemprego, tudo isso fruto da falta de energia na princesinha do Solimôes, uma vez que ninguém traz suas tecnologias para cá, e correr o risco de todas queimarem. Nós tefeenses não vemos a hora de nos converter na antiga EGA, como era conhecida a Tefé nos antepassados de nossos avós.

O que passamos hoje está muito longe de terminar, nossa esperança de um amanhã melhor já são pensamento de poucos, passeatas e reivindicações já houve por muitas partes. Soubemos através de uma audiência final do ano passado(2006), que a CEAM recebe um valor colaborativo que é descontado na contade muitos mineiros, isto fora outros estados envolvidos. Se alguém sabe bem mais a fundo sobre este assunto, nós tefeenses ficaríamos agradecidos em publicar neste espaço democrático, que é este site.

PT DEFENDE O ABORTO E A PERPETUAÇÃO NO PODER

Eu Estava lendo na internet algo que me pareceu interessante e resolvi colocar aqui e de repente possibilitar a discussão do tema.

A matéria foi veiculada no site do Jornal Maskate, de Manaus. Segue abaixo o texto retirado de lá.

Assim como Hugo Chávez na Venezuela, o Partido dos Trabalhadores pretende ficar indefinidamente no poder, ou até quando o povo resolva sacudi-lo como o fez historicamente com todos os ditadores das republiquetas latinas nos últimos 100 anos. É isso que se pode deduzir das últimas decisões, propostas e anseios da agremiação em seu Congresso do último fim de semana celebrado em São Paulo, no bairro do Jabaquara. Um dos sintomas da compulsão pelo poder é o lançamento de candidatura própria em 2010, preferencialmente com mudança na Constituição para permitir mais uma eleição de Lula, já que as diversas facções jamais irão entrar em acordo com relação a outro nome. E são vários que despertam a simpatia de uns e a absoluta revolta e desdém dos demais, como é caso da sexóloga Marta Supicy, que recomendou há pouco tempo aos usuários do caos aéreo transformar a agonia dos aeroportos em orgasmo circunstancial. Ninguém de entende no PT nem está disposto a olhar de frente a mancha constrangedora do mensalão, que pôs no banco dos réus toda sua antiga cúpula, respingando lama em toda sua trajetória presumidamente moral e católica.

Acadêmicos de Tefé decidem paralizar

Acadêmicos de Tefé decidem paralizar
Os acadêmicos de Tefé, decidem paralizar reivindicando mais bolsas para a fomentação da iniciação científica, a muito tempo o governo do estado não se preocupa com o CEST/UEA, universidade do estado em Tefé, e mostra total desinteresse com os acadêmicos do interior do amazonas, principalmente a cidade de Tefé, onde ela atende muitos outros município ao redor da mesma.

Já ouviu-se muito de Tefé ser a cidade Pólo do Interior, mas quando se trata na qualidade de ensino, esta gestão estadual esquece que tem municípios, e foca só a capital manaus desmerecendo todos os demais.

Cansados de só promessas mentirosas e reuniões de mudança, todos os acadêmicos do município de Tefé, mais particularmente, do CEST/UEA, estão em protesto e reivindica este abandono na disponibilização de bolsas para iniciação científica.

O Projeto Adote uma árvore e realizado pelos acadêmicos do 4° período de Geografia do CEST.

O projeto adote uma árvore e uma iniciativa da professora Maria Eliane Feitosa Lima que após ter observado que na cidade de Tefé não há arborização resolveu aplicar aqui o projeto a qual a mesma já havia feito em sua cidade natal Manacapuru. O projeto conta com apoio e ajuda dos acadêmicos do curso de Geografia.

O projeto tem como objetivo a arborização em etapas subseqüentes de médio a longo prazo, a preservação do meio ambiente e a transformação do aspecto paisagístico da cidade. As árvores foram plantadas nas mediações da Universidade no bairro de Jerusalém afim de futuramente faça sombra para comunidade do bairro.

O projeto foi realizado no final do período passado o que impossibilito um acompanhamento das plantas já que os universitários ficaram mais de um mês de férias, após as férias para nossa infelicidade muitas das mudas foram vitimas de vândalos e de pessoas que não entende a importância de hoje plantar uma árvore.

Universitário da UEA lança o primeiro jornal impresso de Tefé.

Universitário da UEA lança o primeiro jornal impresso de Tefé.
O dia 25 de agosto de 2007 vai ficar na história da cidade de Tefé por ser o dia em que nasce o primeiro jornal impresso da cidade, a Folha de Tefé. O novo meio de comunicação foi recebido numa cerimônia aberta ao público em geral no prédio anexo da UEA.

O comercio de notícias veio a surgi por volta dos séculos XVI e XVII na Europa onde começaram a aparecer periódicos semanalmente com algum grau de confiabilidade. Naquela época as notícias de destaque nos jornais eram de regiões distantes não dando nenhum destaque as coisas que aconteciam no local onde o jornal era comercializado. Não muito diferente desta realidade era basicamente o que acontecia em Tefé, os leitores ácidos de jornal tinham que se contentar com jornais da capital onde era raro notícias locais da cidade.

BRASIL VENDE AMAZÔNIA

Brasil "vende a Amazônia" sob a capa de projetos de desenvolvimento
Enviado por Hilário Jebeso... em 25 Agosto, 2007 - 15:43. Notícias culturais
Fonte: Denuncia do Jornal progressista ingles Independent.
SOPHIE MORRIS- Tradução: Paulo Migliacci

O governo brasileiro foi acusado de vender grandes porções da floresta tropical amazônica --entre as quais o mais velho parque nacional de preservação ecológica-- a empresas madeireiras inescrupulosas, sob o disfarce de um plano ineficiente de desenvolvimento sustentável.

Luiz Inácio Lula da Silva chegou à presidência em 2003 com a promessa de assentar 400 mil famílias de sem terras em seu mandato de quatro anos, uma meta pouco realista que ele é acusado de só ter conseguido realizar por meio de acordos de último minuto antes de sua reeleição, no ano passado.

Assembléia Extraordinária dos Acadêmicos decide por paralisar as atividades no CEST.

Assembléia Extraordinária dos Acadêmicos decide por paralisar as atividades no CEST.
Ontem dia 24 de Agosto ás 18:00 no pátio em assembléia extraordinária os acadêmicos de todos os cursos da UEA (Universidade do Estado do Amazonas) de Tefé decidiram fazer na segunda-feira uma paralisação das atividades acadêmicas.

O motivo da revolta dos acadêmicos e a diminuição de números de bolsas de Iniciação Cientifica para o CEST (Centro de Estudos Superiores de Tefé), bolsas essas que são fomentadas pela FAPEAM (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas), as bolsas da fundação têm como objetivo incentivar o desenvolvimento científico, tecnológico e profissional da sociedade amazonense. A FAPEAM repassou para UEA 270 bolsas na qual as mesmas seriam distribuídas entre os projetos de pesquisas, no interior e na capital.

O problema e que apenas 15 bolsas foram destinadas ao CEST, um número bastante ineficiente já que o centro atende mais de 2000 acadêmicos e foram apresentados mais de 50 projetos de pesquisa que seriam desenvolvidos pelos alunos de Tefé. A bolsa além de dar um suporte com material para pesquisa oferece também uma ajuda financeira de R$ 354,00 (trezentos cinqüenta e quatro reais) que são pagos mensalmente durante um ano.

O Mistério do Diesel e Motor de Luz

Há séculos o Município de Tefé no Amazonas, sofre com a incrível falta de energia elétrica. A população não acredita mais na Companhia Energética que já vem enganando os Tefeenses, o mais impressionante ainda é que mesmo com os apagões de 3 em 3 horas, a conta do consumidor é algo que vem só crescendo. Já houve reivindicações por parte de jovens da sociedade, as entidades sem mexem com a esperança de mudança.

Em dezembro de 2006, tivemos uma audiência pública na câmara dos vereadores, onde a Rádio X((i))bé ocupou e transmitiu a audiência que poucos iriam ouvir, desde lá soubemos que a falta de investimentos é uma das causas, sendo que a companhia se encontra com falta recursos(falida). E não tem como melhorar toda a malha de fiação....

Neste momento em Tefé, estamos com frenquente falta de energia, os hospitais perdem medicamentos, atendimentos a crianças e idosos é motivo de proliferação de doenças não resolvidas....

Tudo isso, hoje estamos a nos revoltar e perguntamos porque o município de Tefé, não de interresse dos governantes a resolução desse problemas..... mas abra o olho cidadão pois as eleições estão chegando como bicho papão, e prometendo a você não vai mais acontecer o que já está a séculos.... Liberdade de Expressão!!!!

Justiça Federal considera que operar rádio comunitária não é crime

Brasília - O funcionamento de rádios comunitárias sem autorização não é crime, segundo entendimento de uma decisão da Turma Recursal dos Juizados Especiais Criminais, esta semana, em São Paulo. Por dois votos a um, os juízes decidiram que a operação da Rádio Comunitária Dimensão e da Rádio Heliópolis, “embora possa ser considerado ilícito administrativo, não configura crime”.

A pena máxima, em caso de crime, poderia chegar a dois anos de reclusão para o responsável pela rádio, além de apreensão do equipamento. Como ilícito administrativo, a rádio deve apenas pagar uma multa.

Guerra e terrorismo para mídia duas coisas bastante diferente.

Guerra e terrorismo para mídia duas coisas bastante diferente.
mais charges
O assunto e polemico e detentor de um grande espaço na mídia mundial, a guerra e o terrorismo são colocados de formas bastante distintas como se as duas não estivessem ligadas, a mídia hoje coloca a guerra como se fosse algo comum em certo aspecto e como se fosse polícia atrás de bandidos, enquanto o terrorismo algo banal que mata bastantes vítimas inocentes o que e verdade.

Para busca o sentido literário dessas duas palavras procurei o dicionário para ver o que cada uma delas que dizer. No dicionário a palavra guerra significa: luta armada entre nações já a palavra terrorismo significa: conjunto de ações violentas. Neste momento eu me questiono a guerra não seria também um conjunto de ações violentas?

Pesquisa constata que moradores do bairro do Abial estão descontentes com o poder público de Tefé.

O bairro do Abial esta localizado na região leste da cidade de Tefé, e apresenta uma característica diferente dos outros bairros da cidade já que o mesmo tem seus limites delimitados não por outros bairros mais sim pelo igarapé do Xidariním e pelo lago de Tefé, ou seja, o bairro e uma ilha que fica ao lado da cidade.

Durante todo o mês de junho foi realizada no bairro do abial uma pesquisa sobre Desigualdade sócio-espacial e qualidade de vida, a pesquisa foi feita pelos acadêmicos da Universidade do Estado Amazonas do curso de Geografia, e atingiu 74% dos domicílios do bairro.

Nesta pesquisa foram abordadas várias questões entre elas esta há avaliação dos moradores a respeito da administração do atual prefeito de Tefé, o prefeito Sidônio Gonçalves Trindade eleito em 2004 com quase 40% do total de votos.

Os moradores do bairro do Abial classificaram administração do prefeito como ruim, regular, bom e ótimo. Sendo que a alternativa ruim foi empregada por 39% dos moradores entrevistados, regular por 26% moradores, bom por 29% dos moradores e apenas 6% classificaram a administração do prefeito como ótima.

E as rádios livres?

Aqui em Recife o meio mais contemporâneo de distribuir uma música é através das rádios comunitárias, sementes ou matrizes das rádios livres. Como comentei, o artista, ou "novo artista", além de ser um empreendedor de idéias, é um criativo por natureza. Ele procura os meios mais significativos e menos óbvios de expor, de expressar seu mundo. As rádios livres apontam para uma nova fronteira sem fronteiras, a sintonia do futuro. Acredito que em breve cada site vai ser uma rádio livre, enfraquecendo cada vez mais essa estrutura obsoleta das rádios oficiais. O Minc já tem laboratórios variados sobre as rádios livres. E o mais contraditório quando se fala em produção e mercado em Pernambuco, principalmente após o movimento Mangue, que continua firme, é que o que se produz não é executado nem promovido em nosso próprio espaço de criação. Ou seja, somos ignorados pelas rádios locais, que recebem autorização para se instalarem aqui no estado. É uma violência fora do comum para quem não quer utilizar a tabela do jabá para ser tocado em seus próprios domínios. Por isso que escrevo sobre "política cultural ostensiva".

Radiodifusão sofre a ação repressiva da Anatel e da PF

por Armando Rodrigues Coelho Neto

“Desde a invenção do jornalismo no Império Romano, o Estado e sua polícia tentam impedir a liberdade de circulação de idéias e a livre comunicação, que são naturais como a circulação do sangue”, diz em editorial, o jornal Rádio Comunidade, edição 3, veiculado em outubro de 2002.

Mais à frente, como que para chamar a atenção do leitor para perpetuação do absurdo, relata que, no “século XVII, a polícia inglesa levava o terror aos lares, na madrugada, prendendo os jovens que usavam a tipografia inventada por Guttenberg e que era um privilégio dos reis e da igreja”. E não fica por aí.

No século passado, “a KGB, a famosa polícia secreta soviética, apreendia máquinas de datilografar de quem não era membro do partido único”. Como que para reafirmar o congelamento de uma cena, pontua o Brasil: “durante a ditadura militar, eram presos os mimeógrafos estudantis.”

Povos do Nordeste querem mudanças na lei de radiodifusão comunitária

Povos do Nordeste querem mudanças na lei de radiodifusão comunitária

Leia este "documento final" redigido por povos indígenas do Nordeste na "Oficina de Áudio para Povos Indígenas", realizado pelo Setor de Comunicação do CIMI na aldeia Caramuru (Bahia) entre 03 e 06 de junho de 2007.

"Os povos indígenas Truká, Pankararu e Xukuru de Ororubá Pernambuco) Potiguara (Paraíba), Pataxó Hã-Hã-Hãe e Pataxó (Bahia) e as entidades Articulação dos Povos Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (Apoinme), Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Rádio Netherlands, reunidos na Oficina de Áudio para os Povos Indígenas no período de 03 a 06 de junho de 2007, na aldeia Caramuru do povo Pataxó Hã-Hã-Hãe, no sul da Bahia percebemos que a interação da comunidade com os diversos meios de comunicação presentes em nossas comunidades se tornam cada vez mais importante para o fortalecimento de nossas lutas em seus diversos aspectos (luta pela terra, educação, saúde, lazer, etc), favorecendo a articulação e a organização. Bem como sentimos a necessidade de nos qualificar e conhecer melhor estes diversos meios para utilizá-los da maneira que traga benefícios para os nossos povos.

Começa o Seminário Interno de Pesquisa (SIP) do Projeto “Mão Amiga” da UEA de Tefé

Começa o Seminário Interno de Pesquisa (SIP) do Projeto “Mão Amiga” da UEA de Tefé

Sábado dia 2/6 teve início o Seminário Interno de Pesquisa (SIP) do Projeto Mão Amiga, com a apresentação do novo subprojeto “A Interculturalidade na Prática Pedagógica dos Professores na Barreira da Missão – município de Tefé”, da Prof. Msc. Inês Tereza Peixoto de Paiva. No sábado seguinte foi a vez do Prof. Guilherme Gitahy de Figueiredo (coordenador atual do Mão Amiga) apresentar o paper “Um laboratório de comunicação livre no Médio Solimões”, já inscrito para o XXX Congresso Brasileiro de Ciência da Comunicação (Intercom). Nas semanas seguintes serão apresentados ainda os novos e antigos subprojetos de pesquisa e extensão de outros 7 professores. O objetivo do SIP é garantir o debate e a crítica rigorosa dentro da equipe do Mão Amiga, viabilizando a implantação de um núcleo de pesquisa no CEST-UEA.

Alunos do curso de Geografia da UEA realizam pesquisa no bairro do Abial.

Alunos do curso de Geografia da UEA realizam pesquisa no bairro do Abial.

Os acadêmicos do curso de Geografia do 3° período da Universidade do Estado do Amazonas (UEA-CEST) estão realizando uma pesquisa Sócio Espacial no bairro do Abial em Tefé-AM. A pesquisa foi iniciada no dia 5 de maio no bairro onde os acadêmicos aplicaram junto aos moradores um questionário com perguntas que serviram de subsidio para um estudo sobre a qualidade de vida da população daquele bairro.
A visão dos moradores foi o principal instrumento utilizado pelos acadêmicos que entrevistaram 673 domicílios em todo o bairro do Abial. Hoje o trabalho já esta em fase de tabulação dos dados coletados, entre os dados já tabulados estão à quantidade de pessoas que morram no bairro, segundo a pesquisa 4,216(quatro mil duzentos e dezesseis) pessoas onde 1,802 são crianças com menos de 12 anos.

Sabotagem e Fracasso Educacional

Artigo de Ronan Gomes Gonçalves - professor da Secretaria Estadual de Ensino do Estado de São Paulo - Brasil

A vida do autodidata Maurício Tragtenberg merece um filme. Fico intrigado em saber como que o Maurício Tragtenberg conseguiu fazer com que alunos de quinta série lessem Anísio Teixeira para discutir questões pedagógicas, segundo consta de um dos seus memoriais. È certo que a escola da década de 60 que ele conheceu não é a de hoje, nem a paisagem humana (televisão, internet etc), nem os professores do Estado possuem a formação e, talvez, o carisma que ele possuía, mas a sabotagem dos alunos de hoje parece demasiadamente forte se pensarmos neste tipo de milagre. Nem os universitários lêem Anísio Teixeira, imagina então os alunos com 10 anos de idade!

Descobriu-se, sem grandes novidades, que nenhuma escola estadual da cidade de São Paulo alcançou a média de 50% de acertos quando da ultima avaliação coletiva efetuada pelo Estado. Todas elas ficaram abaixo dos 42 acertos de média numa prova com 100 questões, tendo as mais retardatárias acertado apenas trinta. Também, no IDEB, (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), uma avaliação nacional, das 4.349 cidades avaliadas quanto ao ensino de 1° à 4° séries, 4.112 tiveram nota inferior a cinco, num total de 10. Para o ensino de 5° à 8° séries, de 2.467 cidades, 2.453 ficaram reprovadas, não atingindo a nota regular 5. Numa escala de zero a dez, o Brasil tem hoje um IDEB médio de 3,8 na primeira fase do ensino fundamental (1ª a 4ª séries), de 3,5 na segunda (5ª a 8ª séries) e 3,4 no ensino médio. Apenas 225 cidades tiveram nota entre 5 e 6, portanto, aprovadas (Folha de São Paulo, 26/04/2007).

Tefé teus encantos e Beleza

A cidade de Tefé, destaca-se dos demais municípios da região por ser um município cheio de mistérios e belezas. Belezas estas, indescritíveis aos olhos de quem não o conhece. Com uma vegetação exuberante e clima equatorial, atrai pessoas de diferentes raças e crenças que buscam conhecer este pedaço do Amazonas. O encontro consigo mesmo é propiciado pelo ar de misticismo e a natureza em abundância.

A vegetação é um verde que canaliza suas águas para as inúmeras nascentes. Na maior parte do ano, tempo de calor que designamos como verão, os rios distribuem suas águas nos lagos, tornando a paisagem bela. Já em tempos de friagem, as cores se misturam e a abundância de flores e frutos, animais exóticos que tomam conta deste cenário.

Aos arredores tem uma fauna com importância mundial pela grande diversidade de espécies encontradas na região. Não é à toa que o local é um dos pontos de visitação. Os visitantes podem encontrar paisagens inesquecíveis como o lago de Tefé, Banhos em igarapés, sítios com as variedades infinitas de frutas e legumes e muita pescaria no rio. Cada um deste com suas belezas e suas infinitas particularidades.

Servidores das universidades federais podem entrar em greve no dia 28


Os servidores técnico-administrativos das universidades federais brasileiras se preparam para uma nova paralisação de atividades, por tempo indeterminado. Em assembléia na quinta-feira, 10 de maio, os funcionários da Universidade de Brasília (UnB) aprovaram indicativo de greve para o dia 28, seguindo as datas determinadas pela Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra).

Manifesto contempla maioria de sugestões de entidades da sociedade civil


Brasília - O manifesto divulgado hoje (11), no encerramento do Fórum Nacional de TVs Públicas, contemplou reivindicações da sociedade civil e das entidades representativas do setor. O documento contém recomendações ao governo federal para a formação de uma rede de televisões públicas e orientações para as emissoras educativas, culturais, comunitárias e universitárias existentes.

Divulgar conteúdo