Eventos

nenhum

1°Oficina de Jornalismo Popular do CMI-Tefé

Nos dias 11 e 12 de Agosto será realizada a 1º Oficina de Jornalismo Popular organizada pelo CMI-Tefé, a oficina acontecerá no campos universitário do bairro de Jerusalém da Universidade do Estado do Amazonas.

O jornalismo popular é utilizado de forma alternativa pelos setores oprimidos que não tem espaço na mídia impressa comercial. Hoje o jornalismo popular serve de valvular de escape para vários movimentos, cumprindo assim um importante papel político, social e cultural. Além de favorecer o diálogo, a educação, a informação e a organização desses movimentos.

Entre os conteúdos a serem desenvolvidos na oficina estão: O que é comunicação?, O jornalismo do povo, Funções do jornal popular, O que é notícia ?, A estrutura de uma notícia e como divulgar uma notícia na internet.

Ao final das oficinas será entregue pra todos os participantes um certificado comprovando a participação na oficina.
Contatos para informações:

Flor da Palavra na Vila Pescoço, dia 5 de julho - com rádio Xibé em 106,7FM

Começa neste sábado, dia 5 de julho, no Bairro Nossa Senhora de Fátima (Vila Pescoço) a III Flor da Palavra de Tefé. No sábado haverá oficina de rádio livre a partir das 16h, com os equipamentos disponíveis para a comunicação livre da comunidade e visitantes através da freqüência 106,7FM – o bairro dará o nome à rádio nesta ação da Xibé Louca e Livre. A partir das 18:30 haverá um pronunciamento do presidente da associação do bairro, Sr. Sátiro, seguido da apresentação dos trabalhos de iniciação científica da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) de Fabriciana Moraes, Alex Coelho e Pedro Paula, respectivamente sobre os jovens da Vila Pescoço, sobre a Rádio Comunitária Nova Geração da comunidade Porto Braga na Reserva Mamirauá e sobre o Centro de Mídia Independente de Tefé (CMI-Tefé).

UEA e CMI-Tefé oferecem o mini-curso "Software Livre numa perspectiva crítica", de 8 a 10 de julho no prédio anexo

O mini-curso terá três dias de duração, de terça (8/7) a quinta (10/7) das 19h às 21h, no prédio anexo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) de Tefé, em frete à Escola Frei André. O professor é Fernão Lara, formado em geografia pela USP, voluntário do Centro de Mídia Independente de são Paulo (CMI-SP) e dos movimentos de software livre e servidores livres. A inscrição pode ser realizada a partir do dia 2, até as 12h do dia 7 de julho na secretaria da UEA de Tefé, custando apenas o valor simbólico de 5 reais, que será revertido para o movimento de democratização das comunicações em Tefé. A pessoa que alegar pobreza não pagará a taxa.

Prefeitos do Amazonas assinam contratos com FNHIS - Alguém sabia?

O Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) liberou cerca de R$ 30 milhões para 18 prefeituras municipais do Amazonas. Que é para a construção de moradias populares para famílias que recebem até três salários mínimos. Cada município irá receber uma média de R$ 500 mil.

Os municípios beneficiados são Anamã, Anori, Autazes, Benjamin Constant, Boca do Acre, Envira, Fonte Boa, Iranduba, Itapiranga, Lábrea, Manaus, Manicoré, São Gabriel da Cachoeira, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Tabatinga, Tapauá e Tefé.

Quem estava sabendo disso? Deveria discutirmos sobre o que tem de ser feito para disponibilização deste fundo em Tefé e quem deve ter direito ao mesmo, ou quando isso vai realmente acontecer.

Será que vamos ter transparência por parte da administração da Cidade de Tefé?

Fonte: Boca a Boca Tefeense.

SEMANA DOS POVOS INDÍGENAS - BARREIRA DA MISSÃO DE BAIXO

Geralmente as comemorações de alguns eventos culturais indígenas, pouco se divulga ou convida pessoas do mundo externo. Dia 19 de abril foi um dia muito especial para os povos indígenas das Barreiras da Missões (Barreira de Baixo), onde foi realizado a Semana dos Povos Indígenas, com danças, poesias, apresentações teatrais, tudo na melhor perfeição, e faz com qualquer um que presencie a comemoração, volte no tempo em que as terras eram intocáveis e através das suas apresentações, contam a história de invasões dos branco em terras indígenas.

Sem sombra de dúvidas, ver um espetáculos de movimentações de guerreiros e curumins, é de impressionar, você nunca mais será o mesmo e voltará para presenciar todas as vezes, logo se apaixonará pela causa indígena do Médio Solimões.

LIBERDADE PARA AS ONDAS

Nossas atividades para este ano, são as melhores ações de democratização já presenciadas pela rede pública de ensino... onde levamos temáticas que requer a prática da liberdade de expressão e direito de escolha, com a democratização dos meios de comunicação em Tefé, consequimos manter relações com pessoas muito importante que colaboram neste processo de veiculação da verdade não mostrada.

2° CONFERENCIA MUNICIPAL DA CIDADE DE TEFE

2° CONFERENCIA MUNICIPAL DA CIDADE DE TEFE

A prefeitura de Tefé, através da Secretaria do Meio Ambiente, realizou nos dias 11 e 12 de setembro a II Conferencia Municipal da Cidade de Tefé. Ocorrido no auditório da Escola Municipal Wenceslau de Queiroz. Teve como lema “avançando na gestão democrática das cidades” e como tema “Desenvolvimento urbano com participação popular e justiça social”.
A media de publico foi bastante reduzida, mas suficiente para realizar a conferencia, compareceram diversos seguimentos da sociedade tefeense.Os representantes das entidades constituídos de delegados com direito de voz e voto e as pessoas convidadas direito de voz mas sem direito de voto na conferencia. Discutiram os principais problemas do município de Tefé, os problemas urbanos no que diz respeito à habitação, mobilidade urbana, regularização fundiária e saneamento básico.Neste evento surgiu varias propostas de melhoria de qualidade de vida urbana e rural.

E as rádios livres?

Aqui em Recife o meio mais contemporâneo de distribuir uma música é através das rádios comunitárias, sementes ou matrizes das rádios livres. Como comentei, o artista, ou "novo artista", além de ser um empreendedor de idéias, é um criativo por natureza. Ele procura os meios mais significativos e menos óbvios de expor, de expressar seu mundo. As rádios livres apontam para uma nova fronteira sem fronteiras, a sintonia do futuro. Acredito que em breve cada site vai ser uma rádio livre, enfraquecendo cada vez mais essa estrutura obsoleta das rádios oficiais. O Minc já tem laboratórios variados sobre as rádios livres. E o mais contraditório quando se fala em produção e mercado em Pernambuco, principalmente após o movimento Mangue, que continua firme, é que o que se produz não é executado nem promovido em nosso próprio espaço de criação. Ou seja, somos ignorados pelas rádios locais, que recebem autorização para se instalarem aqui no estado. É uma violência fora do comum para quem não quer utilizar a tabela do jabá para ser tocado em seus próprios domínios. Por isso que escrevo sobre "política cultural ostensiva".

Conheça a Rádio Fala Ciadadão

Uma rádio de sampa, pouco conhecida até mesmo das mídia independentes, mas agora é nossa parceira também....

Monte sua rádio também......

DIA MUNDIAL CONTRA AIDS

DIA MUNDIAL CONTRA AIDS

Começou sábado passado a manisfetação sonora contra o preconceito da AIDS em Tefé-Amazonas, aproveitando o convite que nos fizeram vai ter teste de HIV gratuito na Praça Túlio Azevedo e Santa Tereza, com distribuição de camisinhas e incentivo nossos de como não pega de um portador para outra pessoa, acabar com esse preconceito que ainda existe por aqui e que causa exclusão social, mas é um quadro que já se reverte..... a Rádio Xibé dá essa força de que todos nós somos diferentes mas de direitos iguais......

Liberdade pra dizer o que quer e como quiser.....então teremos também entrevistas de portadores do vírus da cidade dando seu ponto de vista social, e argumentando sua vida no dia-a-dia.

Divulgar conteúdo