A guerra do direitos autorais - A Criatividade Está Sendo Estrangulada Pelas Leis

A guerra do direitos autorais - A Criatividade Está Sendo Estrangulada Pelas Leis
Quando saiu o novo livro de Lawrence Lessig, titulado de “Remix”. Alguns Dias atrás saiu no Wall Street Journal um Artigo de Lessig, que mostrava, simples assim, que leis de direitos autorais e a nova mudança cultural na era digital, não estão no mesmo “nível”. Ele mostra que deve haver algo errado quando a Universal esta processando uma mãe de um bebe de 13 meses, por motivos de infração dos diretos autorais de um vídeo feito por ela no YouTube.

Ele mostra que não é um problema de comensurabilidade como no caso acima, mas também um grande problema para a cultura criativa.

“Nós estamos no meio de uma guerra - que alguns chamam de “a guerra dos direitos autorais”; O que Jack Valentine chamava de sua própria “guerra terrorista”, onde os terroristas aparentemente são nossas crianças. (…) O compartilhamento de Arquivos através de Peer-to-Peer é o inimigo na guerra dos direitos autorais. Crianças “roubando” coisas com o computador são o alvo. A guerra não é sobre novas formas de criatividade, não é sobre artistas fazendo novas artes.
Ainda toda guerra tem seu efeito colateral. Esses criadores são os efeitos colaterais dessa guerra. A extrema de regulamentação que as leis de direitos autorais tornou-se, faz com que se torne difícil, as vezes impossível, para que um longo alcance de criatividade que qualquer sociedade livre - se for pensado por só por um segundo - permitiria existir, legalmente”

Esse era o problema que ele tentava resolver quando fundou o Creative Commons

As leis de diretos autorais devem ser mudadas. No artigo, Lawrence faz 5 boas sugestões para mudanças que fariam um mundo de diferença. Leia elas em detalhe no artigo do WSJ.