Trabalhos desenvolvidos na UEA de Tefé viram artigos de Livro

Trabalhos desenvolvidos na UEA de Tefé viram artigos de Livro

O ex-aluno do Centro de Estudos Superiores de Tefé da Universidade do Estado do Amazonas (CEST/UEA), Pedro Pontes de Paula Júnior, que desenvolveu seu projeto de pesquisa sobre “Laboratório de Comunicação Livre” no CEST, teve seu artigo publicado no livro “Submidialogia: Idéias Perigozas”, de Fabiane Borges.

Com o tema “O Centro de Mídia Independente de Tefé: mídias livres na educação e na organização coletiva”, o artigo trata da combinação de atividades de ensino, pesquisa, extensão universitária e voluntariado juvenil para a valorização e emergência de grupos culturais segregados e a promoção do diálogo intercultural.

De acordo com o autor, o projeto está voltado especialmente para a juventude que está dentro e fora das universidades e das escolas, bem como os jovens de bairros de periferia, comunidades ribeirinhas e indígenas do município de Tefé. “As pesquisas que realizamos nos mostraram que no município existe uma segregação social ligadas a valores desenvolvimentistas da urbanização e da industrialização. Alguns segmentos são discriminados e marginalizados, pois seus valores culturais e intelectuais são vistos como inferiores. Nesse trabalho, vimos que o estigma é a causa e não as conseqüências dos fenômenos da criminalidade e da prostituição”, ressaltou.

Ao falar sobre este contexto, o autor destacou que as tecnologias de informação são importantes para possibilitar a inclusão social. “Além disso possibilita o fortalecimento da cultura e da identidade tradicional frente as novas formas de segregação, fortalecimento das inovações ligadas a alternativas sociais e artísticas que vêm sendo criadas pelos próprios jovens, como a capoeira, grupos de dança, entre outros. As atividades que realizamos são abertas a toda população, de crianças a idosos, mas a juventude vem se destacando de forma significativa”, destacou.

O professor Guilherme Gitahy de Figueiredo, do curso de Geografia do CEST/UEA, também teve seu artigo publicado no mesmo livro. “A fronteira virtuosa: universidade, mídias livres e diálogo intercultural”. O artigo trata de uma experiência envolvendo ensino, pesquisa, extensão, movimentos sociais e “mídias livres”: a utilização colaborativa de tecnologias de comunicação e informação (TICs) por coletivos e redes abertas e horizontais para a tecedura de formas dialógicas de comunicação.

De acordo com o professor e autor deste artigo, os dois projetos desenvolvidos em Tefé, as experiências e as pesquisas têm relevado o potencial das mídias livres para fazer da universidade uma fronteira virtuosa, em que é fomentada a dialogia na comunicação e nas relações sociais. “O seu uso tem permitido deslocamentos da prática universitária que são fundamentais para a democratização da universidade. Estamos muito honrados em termos nossos artigos publicados, mas estou muito mais orgulhoso pelo empenho e pelo reconhecimento do trabalho do meu ex-aluno Pedro”, finalizou o professor.

Fonte: http://www2.uea.edu.br/noticia.php?dest=info&noticia=18234