Nasceu no dia 7/12 a Rádio Livre Na Tora em Santo Antônio do Iça

Nasceu no dia 7/12 a Rádio Livre Na Tora em Santo Antônio do Iça

Entre os dias 5 e 7 de dezembro aconteceu o curso de extensão Cultura, Comunicação e Resistência na Escola Santo Antônio, de Santo Antônio do Iça. O curso abordou as teorias dos estudantes e de autores como Edward Said e Frantz Fanon sobre a cultura e o colonialismo, para debater com mais riqueza experiências antigas e atuais de movimentos sociais e ativismo midiático. Houve também uma oficina de rádio livre, com a instalação da rádio que logo foi batizada de Na Tora. Na gíria local este nome significa "de improviso", mas pode também ser entendido como "à força", entre outros sentidos que variam conforme o contexto e a região do estado do Amazonas.

O curso foi possível graças a uma parceria entre a Escola Santo Antônio e o Centro de Tefé da Universidade do Estado do Amazonas, que apoiou a ida do CMI-Tefé para a realização do curso na escola. Houve também a participação especial de uma voluntária do CMI-Barcelona, cuja presença foi importante para se conhecer as lutas atuais nessa região da Espanha e para se perceber o quanto a grande mídia impede o conhecimento mútuo entre os povos. A rede CMI tem sido fundamental para a troca de informações, o diálogo e a solidariedade nas lutas locais e mundiais. Além de palestras e vídeos, a voluntária espanhola também trouxe livros, equipamentos e informação digital enviadas por coletivos como a rádio Bronka, rádio livre de Barcelona.

Desde 2012 a Escola Santo Antônio vem desenvolvendo projetos de educomunicação. Foi aprovado no MEC o projeto "Laboratório Comunitário de Mídia Digital", através do qual foi instalada uma rádio escola com caixas de som espalhadas nos corredores e que funciona nos horários de intervalo. Em sala de aula, temas como a crítica da publicidade e experimentos como a elaboração, gravação e edição de programas de rádio têm sido trabalhados. Em 2013 o Prof. Pedro Pontes e 5 alunos de ensino médio aprovaram um projeto na FAPEAM conquistando recursos e bolsas para pesquisar a história dos meios de comunicação no município.